Resolução n.º 11/79 | económicas caixas estado tesouro

Presidência do Conselho de Ministros - Gabinete do Primeiro-Ministro
Quarta-feira 17 de Janeiro de 1979
14/79 SÉRIE I ( páginas 58 a 59 )
Download pdf oficial - Resolução n.º 11/79

TEXTO :

Resolução n.º 11/79
Tendo em consideração:
a) A necessidade de se solucionar o problema, que se arrasta há cerca de dois anos, de alienação das acções representativas do capital das Caixas Económicas da Ribeira Grande, da Praia da Vitória e Picoense, pertença maioritária da Fabrinor e da Empresa Imobiliária da Fonte Nova, sociedades intervencionadas do denominado «Grupo Borges»;

b) Que, sem se pôr em causa os fundamentos e os objectivos do despacho do Secretário de Estado do Tesouro de 13 de Novembro de 1978, surge agora a possibilidade de compra, pelas próprias Caixas Económicas, das acções representativas do seu capital, detidas pelas referidas sociedades;

c) Que, nos termos do artigo 3.º da Lei n.º 46/77 , de 8 de Julho, a actividade das Caixas Económicas não se encontra vedada à iniciativa privada;

d) A importância que as mencionadas Caixas Económicas podem vir a assumir no contexto do desenvolvimento económico da Região Autónoma dos Açores, enquanto instrumentos de intervenção nos mercados monetário e financeiro;

e) A posição assumida pelo Governo Regional dos Açores:
O Conselho de Ministros, reunido em 3 de Janeiro de 1979, resolveu:
1 - Autorizar a comissão administrativa das empresas intervencionadas do denominado «Grupo Borges» a alienar as acções representativas do capital das Caixas Económicas da Ribeira Grande, da Praia da Vitória e Picoense a estas mesmas Caixas Económicas, nas condições já estabelecidas no despacho do Secretário de Estado do Tesouro de 13 de Novembro de 1978, e por valor não inferior ao que fora fixado para a alienação anteriormente projectada.

2 - Manter em vigor os despachos do Subsecretário de Estado do Tesouro de 5 de Agosto de 1977 e do Secretário de Estado do Tesouro de 13 de Novembro de 1978, na parte não contrariada pelo presente despacho.

Presidência do Conselho de Ministros, 3 de Janeiro de 1979. - O Primeiro-Ministro, Carlos Alberto da Mota Pinto

Se acha interessante o diploma
"Resolução n.º 11/79 "
partilhe-o no Facebook e Twitter