Lei n.º 12/85 | repúblicas estudantes consideramse janeiro

Assembleia da República
Quinta-feira 20 de Junho de 1985
139/85 SÉRIE I ( páginas 1620 a 1620 )
Download pdf oficial - Lei n.º 12/85

TEXTO :

Lei n.º 12/85
de 20 de Junho
Casas fruídas por repúblicas de estudantes
A Assembleia da República decreta, nos termos dos artigos 164.º, alíneas e) e d), e 169.º, n.º 2, da Constituição, o seguinte:

ARTIGO 1.º
A designação da Lei n.º 2/82 , de 15 de Janeiro, é substituída por: «Casas fruídas por repúblicas de estudantes».

ARTIGO 2.º
O artigo 1.º da Lei n.º 2/82 , de 15 de Janeiro, passa a ter a seguinte redacção:

1 - As repúblicas e os solares de estudantes do ensino superior constituídos de harmonia com a praxe académica ou usos e costumes universitários consideram-se associações sem personalidade jurídica.

2 - Sem prejuízo de outros meios de prova, consideram-se sempre verificados os requisitos bastantes para o reconhecimento da qualidade de república ou de solar de estudantes quando o reitor da universidade o declarar, depois de consultadas as estruturas representativas dos estudantes e as estruturas representativas das repúblicas, se estas se encontrarem em funcionamento.

ARTIGO 3.º
A presente lei entra em vigor no dia imediato ao da sua publicação.
Aprovada em 9 de Abril de 1985.
O Presidente da Assembleia da República, Fernando Monteiro do Amaral.
Promulgada em 5 de Junho de 1985.
Publique-se.
O Presidente da República, ANTÓNIO RAMALHO EANES.
Referendada em 11 de Junho de 1985.
O Primeiro-Ministro, Mário Soares.

Se acha interessante o diploma
"Lei n.º 12/85 "
partilhe-o no Facebook e Twitter