Decreto-Lei n.º 47992 | this protocolo presente protocol

Ministério dos Negócios Estrangeiros - Direcção-Geral dos Negócios Económicos
Sábado 14 de Outubro de 1967
240/67 SÉRIE I ( páginas 1823 a 1826 )
Download pdf oficial - Decreto-Lei n.º 47992

TEXTO :

Decreto-Lei n.º 47992
Usando da faculdade conferida pela 2.ª parte do n.º 2.º do artigo 109.º da Constituição, o Governo decreta e eu promulgo, para valer como lei, o seguinte:

Artigo único. É aprovado, para ratificação, o Protocolo de 1967, que concede nova prorrogação do Acordo Internacional do Trigo de 1962, feito em Washington a 15 de Maio de 1967, cujo texto em língua inglesa e respectiva tradução para português vão anexos ao presente decreto-lei.

Publique-se e cumpra-se como nele se contém.
Paços do Governo da República, 14 de Outubro de 1967. - AMÉRICO DEUS RODRIGUES THOMAZ - António de Oliveira Salazar - António Jorge Martins da Mota Veiga - Manuel Gomes de Araújo - Alfredo Rodrigues dos Santos Júnior - João de Matos Antunes Varela - Ulisses Cruz de Aguiar Cortês - Joaquim da Luz Cunha - Fernando Quintanilha Mendonça Dias - Alberto Marciano Gorjão Franco Nogueira - José Albino Machado Vaz - Joaquim Moreira da Silva Cunha - Inocêncio Galvão Teles - José Gonçalo da Cunha Sottomayor Correia de Oliveira - Carlos Gomes da Silva Ribeiro - José João Gonçalves de Proença - Francisco Pereira Neto de Carvalho.


1967 PROTOCOL FOR THE FURTHER EXTENSION OF THE INTERNATIONAL WHEAT AGREEMENT, 1962

The Governments party to this Protocol,
Considering that the International Wheat Agreement, 1962 (hereinafter referred to as «the Agreement») as extended by the 1965 Protocol for the Extension of the International Wheat Agreement, 1962 and the 1966 Protocol for the Further Extension of the International Wheat Agreement, 1962 (hereinafter referred to as «the previous Protocols») expires on 31 July 1967,

Desiring to extend the Agreement, in accordance with the recommendations of the International Wheat Council under paragraph 2) of article 36 of the Agreement, for a further period,

Have agreed as follows:
ARTICLE 1
Extension of the International Wheat Agreement, 1962
Subject to the provisions of article 2 of this Protocol, the Agreement as extended by the previous Protocols shall continue in force between the parties to this Protocol until 31 July 1968, provided, that in the event of a new agreement covering wheat coming into force before the date of expiry of this Protocol the International Wheat Council may by a two-thirds majority of the votes cast by exporting countries and a two-thirds majority of the votes cast by importing countries thereupon terminate this Protocol.

ARTICLE 2
The following provisions of the Agreement shall be deemed to be inoperative with effect from 1 August 1967:

a) articles 4 to 21 inclusive other than paragraphs 1), 8) and 10) of article 16, paragraphs 1), 2) and 3) of article 17 and paragraphs 1) and 2) of article 21;

b) paragraph 2) of article 31;
c) article 35.
ARTICLE 3
Signature, ratification, acceptance, approval and accession
1) Governments may become parties to this Protocol:
a) by signing it; or
b) by ratifying, accepting or approving it after having signed it subject to ratification, acceptance or approval; or

c) by acceding to it.
2) When signing this Protocol each signatory Government shall formally state whether, in accordance with its constitutional procedures, its signature is, or is not, subject to ratification, acceptance or approval.

3) This Protocol shall be open for signature in Washington from 15 May 1967 until and including 1 June 1967 by the Governments parties to the Agreement, or which are provisionally regarded as parties to the Agreement, on 15 May 1967.

4) Where ratification, approval or acceptance is required, the relevant instrument shall be deposited with the Government of the United States of America not later than 15 July 1967.

5) This Protocol shall be open for accession:
a) until 15 July 1967 by the Government of any country listed in Annex B or C to the Agreement as of that date; or

b) by the Government of any Member of the United Nations or the specialized agencies or by any Government invited to the United Nations Wheat Conference 1962, subject to approval of and subject to the conditions prescribed by the Council by two-thirds of the votes cast by exporting countries and two-thirds of the votes cast by importing countries.

6) Accession shall be effected by the deposit of an instrument of accession with the Government of the United States of America.

7) Any Government which has not ratified, accepted, approved or acceded to this Protocol by 15 July 1967 in accordance with paragraph 4) or 5), a), of this article may be granted by the Council an extension of time for depositing its instrument of ratification, acceptance, approval or accession.

8) For the purposes of the operation of the Agreement and this Protocol:
a) where reference is made to countries listed in Annex B or C to the Agreement, any country the Government of which has acceded to the Agreement and the previous Protocols on conditions prescribed by the Council, and to this Protocol in accordance with paragraph 5), b), of this article, shall be deemed to be listed in the appropriate Annex; and

b) any reference to any «country acceding to this Agreement under paragraph 4) of article 35» shall mean a country that has acceded to this Protocol in accordance with paragraph 5), b), of this article of this Protocol.

ARTICLE 4
Entry into force
1) This Protocol shall enter into force on 16 July 1967 among those Governments which have become parties to this Protocol by 15 July 1967, provided that such Governments and the Governments which have deposited notifications in accordance with paragraph 3) of this article by 15 July 1967 are Governments which held not less than two-thirds of the votes of exporting countries and not less than two-thirds of the votes of importing countries under the Agreement on that date, or would have held such votes if they had been parties to the Agreement on that date.

2) This Protocol shall enter into force for any Government which deposits an instrument of ratification, acceptance, approval or accession after 15 July 1967 on the date of such deposit.

3) For the purposes of entry into force of this Protocol in accordance with paragraph 1) of this article, any signatory Government or any Government entitled to accede in accordance with paragraph 5), a), of article 3 of this Protocol may deposit a notification with the Government of the United States of America not later than 15 July 1967 containing an undertaking to seek ratification, acceptance, approval or accession to this Protocol as rapidly as possible in accordance with its constitutional procedures. It is understood that a Government which gives such a notification will provisionally apply the Protocol and be provisionally regarded as a party thereto for a period to be determined by the Council.

4) If by 15 July 1967 the conditions laid down in the preceding paragraphs of this article for entry into force of this Protocol are not fulfilled, the Governments of those countries which by that date have become parties to this Protocol in accordance with paragraph 1) of article 3 of this Protocol may decide by mutual consent that it shall enter into force among them or they may take whatever other action they consider the situation requires.

ARTICLE 5
Final provisions
The Government of the United States of America shall promptly inform each Government which is a party or is provisionally regarded as a party to this Protocol, or which on 15 May 1967 is a party or is provisionally regarded as a party to the Agreement, of each signature, ratification, acceptance or approval of, or accession to this Protocol, of each notification made in accordance with paragraph 3) of article 4 of this Protocol, and of the date of entry into force of this Protocol.

In witness whereof the undersigned, duly authorized thereto by their respective Governments, have signed this Protocol on the dates appearing opposite their signatures.

The texts of this Protocol in the English, French, Russian and Spanish languages shall be equally authentic. The originals shall be deposited with the Government of the United States of America, which shall transmit certified copies thereof to each signatory and acceding Government.

Done at Washington this fifteenth day of May nineteen hundred sixty-seven.

PROTOCOLO DE 1967 CONCEDENDO NOVA PRORROGAÇÃO DO ACORDO INTERNACIONAL DO TRIGO DE 1962

Os Governos participantes no presente Protocolo:
Tendo em consideração que o Acordo Internacional do trigo de 1962 (a seguir designado «o Acordo»), tal como foi prorrogado pelo Protocolo de 1965, concedendo prorrogação ao Acordo Internacional do Trigo de 1962, e pelo Protocolo de 1966, concedendo nova prorrogação ao Acordo Internacional do Trigo de 1962 (a seguir designados «Protocolos anteriores», expira a 31 de Julho de 1967; e

Desejosos de prorrogar o Acordo por um novo período, segundo as recomendações formuladas pelo Conselho Internacional do Trigo, em virtude do parágrafo 2.º do artigo 36.º do Acordo:

Acordaram no seguinte:
ARTIGO 1.º
Prorrogação do Acordo Internacional do Trigo de 1962
Sujeito às reservas expressas nas disposições do artigo 2.º do presente Protocolo, o Acordo, tal como foi prorrogado pelos Protocolos anteriores, permanecerá em vigor entre os participantes no presente Protocolo até 31 de Julho de 1968, ficando, todavia, entendido que, se um novo acordo referente ao trigo entrar em vigor antes da data de expiração do presente Protocolo, o Conselho Internacional do Trigo poderá, pela maioria de dois terços dos votos expressos pelos países exportadores e pela maioria de dois terços dos votos expressos pelos países importadores, rescindir o dito Protocolo.

ARTIGO 2.º
As seguintes disposições do Acordo são consideradas inoperantes a partir de 1 de Agosto de 1967:

a) Os artigos 4.º a 21.º, inclusive, exceptuando-se os parágrafos 1), 8) e 10) do artigo 16.º, os parágrafos 1), 2) e 3) do artigo 17.º e os parágrafos 1) e 2) do artigo 21.º;

b) O parágrafo 2) do artigo 31.º;
c) O artigo 35.º
ARTIGO 3.º
Assinatura, ratificação, aceitação, aprovação e adesão
1) Os Governos tornar-se-ão participantes no presente Protocolo:
a) Ao assiná-lo; ou
b) Ao ratificá-lo, ao aceitá-lo ou ao aprová-lo após o terem assinado sob reserva de ratificação, de aceitação ou de aprovação; ou

c) Ao aderir a ele.
2) Ao assinar o presente Protocolo, cada Governo signatário indica expressamente se, de acordo com a sua prática constitucional, a sua assinatura está ou não sujeita a ratificação, aceitação ou aprovação.

3) O presente Protocolo estará aberto à assinatura dos Governos participantes no Acordo, ou que sejam provisòriamente considerados como participantes no Acordo, em 15 de Maio de 1967, em Washington, de 15 de Maio de 1967 a 1 de Junho de 1967, inclusive.

4) Quando seja necessária a ratificação, a aprovação ou a aceitação, o instrumento pertinente será depositado junto do Governo dos Estados Unidos da América o mais tardar a 15 de Julho de 1967.

5) O presente Protocolo estará aberto para adesão:
a) Até 15 de Julho de 1967, por parte do Governo de qualquer país mencionado nos Anexos B ou C do Acordo nesta data; ou

b) Por parte do Governo de qualquer Estado Membro das Nações Unidas ou das suas instituições especializadas ou de qualquer governo convidado para a Conferência das Nações Unidas sobre o Trigo de 1962, sob reserva da aprovação do Conselho e das condições prescritas por este pela maioria de dois terços dos votos expressos pelos países exportadores e de dois terços dos votos expressos pelos países importadores.

6) A adesão efectuar-se-á pelo depósito de um instrumento de adesão junto do Governo dos Estados Unidos da América.

7) Todo o Governo que não tenha ratificado, aceite ou aprovado o presente Protocolo ou que a ele não tenha aderido até 15 de Julho de 1967, de acordo com as disposições do parágrafo 4) ou da alínea a) do parágrafo 5) do presente artigo, poderá obter do Conselho um prolongamento do prazo para o depósito do seu instrumento de ratificação, de aceitação, de aprovação ou de adesão.

8) Para os fins da aplicação do Acordo e do presente Protocolo:
a) Quando se mencionam os países referidos nos Anexos B ou C do Acordo, este anexo é considerado como compreendendo todo o país cujo Governo tenha aderido ao Acordo e aos Protocolos anteriores nas condições prescritas pelo Conselho e ao presente Protocolo de acordo com a alínea b) do parágrafo 5) do presente artigo; e

b) Qualquer menção a qualquer «país que adere ao presente Acordo conforme as disposições do parágrafo 4) do artigo 35.º» significa um país que tenha aderido ao presente Protocolo segundo as disposições da alínea b) do parágrafo 5) do presente artigo do presente Protocolo.

ARTIGO 4.º
Entrada em vigor
1) O presente Protocolo entrará em vigor a 16 de Julho de 1967 entre os Governos que em 15 de Julho de 1967 se tenham tornado partes do presente Protocolo, na condição de estes Governos e os Governos que já tenham depositado em 15 de Julho de 1967 as notificações referidas no parágrafo 3) do presente artigo sejam Governos que detenham, pelo menos, os dois terços dos votos dos países exportadores e, pelo menos, os dois terços dos votos dos países importadores segundo o Acordo nesta data; ou que tivessem detido esses votos se tivessem sido partes do Acordo nessa data.

2) O presente Protocolo entrará em vigor, para qualquer Governo que deposite um instrumento de ratificação, de aceitação, de aprovação ou de adesão após 15 de Julho de 1967, na data em que tiver lugar o depósito desse instrumento.

3) Para os fins da entrada em vigor do presente Protocolo, conforme as disposições do parágrafo 1) do presente artigo, qualquer governo signatário ou qualquer governo tendo direito de aderir, em virtude da alínea a) do parágrafo 5) do artigo 3.º do presente Protocolo, poderá depositar junto do Governo dos Estados Unidos da América, o mais tardar em 15 de Julho de 1967, uma notificação pela qual se compromete a fazer o que seja necessário para obter, nos mais curtos prazos, a ratificação, a aceitação ou a aprovação do presente Protocolo ou a adesão ao referido Protocolo, de acordo com a sua prática constitucional. Fica entendido que o governo que fizer esta notificação aplicará provisòriamente o Protocolo e que será provisòriamente considerado como participante neste Protocolo durante um período a fixar pelo Conselho.

4) Se em 15 de Julho de 1967 não estiverem satisfeitas as condições previstas nos parágrafos precedentes do presente artigo para a entrada em vigor do presente Protocolo, os governos dos países que nesta data se tenham tornado participantes do presente Protocolo, conforme as disposições do parágrafo 1) do artigo 3.º do dito Protocolo, poderão decidir de comum acordo que entrará em vigor pelo que lhes diz respeito ou poderão tomar todas as outras medidas que lhes pareçam ser exigidas pela situação.

ARTIGO 5.º
Disposições finais
O Governo dos Estados Unidos da América informará sem demora cada governo participante ou provisòriamente considerado como participante no Acordo ou no presente Protocolo ou que em 15 de Maio de 1967 seja participante ou provisòriamente considerado como participante no Acordo, de cada assinatura, ratificação, aceitação, aprovação ou adesão a este último e de qualquer notificação feita de acordo com o parágrafo 3) do artigo 4.º do presente Protocolo, assim como da data de entrada em vigor do dito Protocolo.

Em fé do que os abaixo assinados, para tal devidamente habilitados pelos seus governos respectivos, assinaram o presente Protocolo nas datas que figuram ao lado das suas assinaturas.

Os textos inglês, espanhol, francês e russo do presente Protocolo farão igualmente fé. Os originais serão depositados junto do Governo dos Estados Unidos da América, que transmitirá cópias certificadas conformes a cada um dos governos que tenham assinado o presente Protocolo e a ele tenham aderido.

Feito em Washington, a 15 de Maio de 1967.

Se acha interessante o diploma
"Decreto-Lei n.º 47992 "
partilhe-o no Facebook e Twitter