Declaração de rectificação n.º 137/91 | deve lerse empresa» caso

Presidência do Conselho de Ministros
Sábado, 29 de Junho de 1991
147/91 SÉRIE I-A 1º SUPLEMENTO ( páginas 3342-(2) a 3342-(3) )
Download pdf oficial - Declaração de rectificação n.º 137/91

TEXTO :

Declaração de rectificação n.º 137/91
Para os devidos efeitos se declara que o Decreto-Lei n.º 154/91 , publicado no Diário da República, n.º 94, de 23 de Abril de 1991, cujo original se encontra arquivado nesta Secretaria-Geral, saiu com as seguintes inexactidões, que assim se rectificam:

No artigo 9.º, onde se lê «São sujeitos ativos das relações tributárias» deve ler-se «São sujeitos activos das relações tributárias».

No artigo 13.º, onde se lê «1 - [...]; salvo se provarem que não foi por culpa sua que a o património da empresa» deve ler-se «1 - [...], salvo se provarem que não foi por culpa sua que o património da empresa».

No artigo 30.º, onde se lê «1 - [...], caso em que será instaurada de imediato o proceso» deve ler-se «1 - [...], caso em que será instaurado de imediato o processo».

No artigo 85.º, onde se lê «4 - [...] de reconhecida competência e idoneidde» deve ler-se «4 - [...] de reconhecida competência e idoneidade».

No artigo 117.º, onde se lê «2 - [...], efectuar o pagamento nos serviços e tesouraria da área» deve ler-se «2 - [...], efectuar o pagamento nos serviços de tesouraria da área».

No artigo 349.º, onde se lê «2 - Quando a anulação tiver de efectivar-se por conta de crédito, a extinção só se fará após a sua emissão» deve ler-se «2 - Quando a anulação tiver de efectivar-se por nota de crédito, a extinção só se fará após a sua emissão».

Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros, 26 de Junho de 1991. - O Secretário-Geral, França Martins.

Se acha interessante o diploma
"Declaração de rectificação n.º 137/91 "
partilhe-o no Facebook e Twitter